"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo de cores tão intensas... lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da voz fascinante de Petra Magoni... que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"

20 de out de 2010

Foto do post... (desconheço)



Ninguém me vê

Às vezes escondo-me no meu corpo e ninguém me vê.
As pessoas falam comigo e não notam que eu não falo com elas.
Posso até dizer algumas palavras,
posso até exprimir-me num longo discurso,
mas a verdade é que não falo com elas.
Estou escondido algures no meio do meu corpo.

Gonçalo M. Tavares

3 comentários:

  1. É verdade Helena, também me acontece!...Gonçalo Tavares tem o maior sucesso por cá e vê lá foi o primeiro poema que li dele!
    E agora como vou ter coragem para sair com esta bela canção?
    Beijinhos,
    Manú

    ResponderExcluir
  2. Lindo este blog. adorei vir aqui.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Adorei o texto.
    Acho que todos "somos" em alguns dias, assim. Personagens - o artista fica escondido. rsrs.
    Bjs.

    ResponderExcluir

Nem sempre as poesias que posto tem a ver com o que estou passando ou sentido. Muitas vezes posto uma poesia pela sua beleza, ou então porque me toca, ou porque, de uma certa forma, me identifico com as palavras do poeta, e as visto.
Vista-se também!...