"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo de cores tão intensas... lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da voz fascinante de Petra Magoni... que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"

30 de set de 2011

Foto do post... Christopher Reeve & Jane Seymour




Passado com passas

o abraço dobrado
e o bom passadio
de passas no arroz
era a vida dos dois
lareira no frio
praias no verão e
a vida passando
como o ferro passa
e o trem já passou

depois do passado
em que a história acontece
ficou só presente
onde nada mais passa

o presente é um roteiro

que nem começou

Adelaide Amorim

25 de set de 2011

Foto do post... (desconheço)




Pedido

Borboleta,
carrega minhas cinzas de outono
no teu vôo.
Leva-me com o pólen
que trazes da flor.
Faz-me renascer
na primavera.

Solange Firmino

13 de set de 2011

Foto do post... (desconheço)




Estrela Cadente

Feito menina, olho para o céu,
buscando respostas
aos meus anseios
e não encontro meios de ler
no mapa dos cometas e asteróides,
a certeza de concretizar os meus anseios.

Olhos nas constelações,
busco encontrar teus olhos...
Fito as galáxias, à procura do teu riso...
que ecoa, como guiso,
pendurado na ponta da lua minguante.
Onde tu estás, senhor do meu poema,
razão das minhas rimas?
Onde estão as tuas mãos que ainda me tocam,
ao sabor dos ventos?
Procuro-te...
procuro-te em meio ao horizonte infinito.
Tão grande!
Tão vasto!
Tão inatingível.

Uma lágrima passeia-me no rosto,
solitária.
Peço aos anjos (sim, creio neles!)
que te levem o meu beijo.
Peço a Deus que te faça perceber
o quanto fazes falta.
Tremeluzem os astros, na amplidão...
e, quando eu já penso que nem Deus me escuta,
eis que me vem a resposta,
no rastro de luz
de uma estrela cadente.

E eu volto, meu amor,
a acreditar que todos os meus sonhos
ainda são possíveis.

Lisieux

11 de set de 2011

Foto do post... Marilyn Monroe




aprendi com as flores
o que Narciso
não aprendeu com o lago

a beleza é tão efêmera
quanto frágil

tão superficial
quanto volátil

tão banal
quanto conceitual

tão sedutora
quanto dissimulada

sim...
foram as flores
que me ensinaram

a crueldade

do tempo
e do vento

Ednilson de Paulo

10 de set de 2011

Foto do post... (desconheço)




Queria

Queria que me acompanhasses
vida fora
como uma vela
que me descobrisse o mundo
mas situo-me no lado incerto
onde bate o vento
e só te posso ensinar
nomes de árvores
cujo fruto se colhe numa próxima estação
por onde os comboios estendem
silvos aflitos.

Ana Paula Inácio

8 de set de 2011

Foto do post... Manjari Sharma




tão pouca luz no quarto

entra tão pouca luz no quarto,
o ocre antigo das paredes desliza pelo chão
e despe-se nas minhas pernas,

não sei se o sol nasce ou morre,
no meu corpo indecifrável
o mundo parte devagar

e os sons para trás acomodam-se no meu ouvido
como finos vapores húmidos,
sem dia, sem noite, apenas as horas ficam,

e o meu peito adormece.

Alma Kodiak

7 de set de 2011

Foto do post... Marilyn Monroe




Bitácula

Não conhece a arte de navegar
quem nunca navegou no ventre
de uma mulher, remou nela,
naufragou
e sobreviveu numa das suas praias.

Cristina Peri Rossi

4 de set de 2011

Foto do post... Sinsong & Iglin



Chega um momento
em que somos aves na noite,
pura plumagem, dormindo de pé,
com a cabeça encolhida.
O que tanto zelamos
na fileira dos dias,
o que tanto brigamos
para guardar, de repente
não presta mais: jornais, retratos,
poemas, posteridade.
Minha bagagem
é a roupa do corpo.

Fabrício Carpinejar