"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo de cores tão intensas... lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da voz fascinante de Petra Magoni... que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"

26 de out de 2012

Foto do post... (desconheço)


 
 solidão? 

 foi a solidão que entrou no silêncio. 
tinhas asas de borboleta 
um corpo delineado de mulher, 
dedos parados 
em espaços luminosos. 

 o tacto era o sinal, 
transformado em ritmo 
de vaporosas borboletas 
na leveza de um irradiante reflexo 
suspenso na explosão da liberdade. 

 um leque de artérias 
moldou a primavera. 
no jardim, gira a dança das labaredas. 
descontinuas as vozes 
expulsão o silêncio vadio. 

 a liberdade agita o corpo 
na sensível trama das emoções. 
a força vem de dentro 
onde o sangue queima, 
fendido na chaga da fala 

 a solidão é mulher em asas de borboleta 

  Helena Maltez

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nem sempre as poesias que posto tem a ver com o que estou passando ou sentido. Muitas vezes posto uma poesia pela sua beleza, ou então porque me toca, ou porque, de uma certa forma, me identifico com as palavras do poeta, e as visto.
Vista-se também!...