"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo de cores tão intensas... lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da voz fascinante de Petra Magoni... que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"

10 de out de 2012

Foto do post... Senta Berger


 
 Identificação 

 Eu me diluí na alma imprecisa das coisas. 
Rolei com a Terra pela órbita do infinito, 
Jorrei das nuvens com a torrente das chuvas 
E percorri o espaço no sopro do vento; 
Marulhei na corrente inquietadora dos rios, 
Penetrei a mudez milenária das montanhas; 
Desci ao vácuo silencioso dos abismos; 
Circulei na seiva das plantas, 
Ardi no olhar das feras, 
Palpitei nas asas das pombas; 
Fui sublime n’alma do homem bom 
E desprezível no coração do mesquinho; 
Inebriei-me da alegria do venturoso; 
E deslizei dolorosamente na lágrima do infeliz. 

 Nada encontrei mais doloroso, 
Mais eloquente, 
Mais glorioso 
Do que a tragédia cotidiana 
Escrita em cada vida humana. 

 Helena Kolody

Um comentário:

  1. Helena, como faço para postar musica
    como esta, em vídeo em meu BLOG???

    ResponderExcluir

Nem sempre as poesias que posto tem a ver com o que estou passando ou sentido. Muitas vezes posto uma poesia pela sua beleza, ou então porque me toca, ou porque, de uma certa forma, me identifico com as palavras do poeta, e as visto.
Vista-se também!...