"A todos os visitantes de passagem por esse meu mundo de cores tão intensas... lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, das fotos de musas que emprestam suas belezas para compor esse espaço ou das notas da voz fascinante de Petra Magoni... que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"

31 de mar de 2012

Foto do post... Anjelica Huston




A outra

Quem é essa agora?
Que dentro de mim
Me assusta e me atrai
Sorrateira ela sou eu
Ou é alguma sombra
Que me segue como bicho
Rastejando nos calcanhares
da minha alma
Lá está, lá está
Sabe tudo, faz tudo
Eu sou apenas ferramenta
Garganta pela qual
Ela chama, chama, chama...

Lya Luft

28 de mar de 2012

Foto do post... Siri Tollerød




Lágrimas e sorrisos

minhas trevas me perseguem
às vezes vão à minha frente

tão disformes quanto eu mesmo
as flores nos ensinam:

miram a luz, e não
suas próprias sombras...

Alceu Brito Correa

25 de mar de 2012

Foto do post... Shirley Maclaine




Este riso...

Às vezes assusta-me este novo riso que tenho. Não que antes não risse, mas exactamente porque antes ria e este riso não ri. Apenas revérbero negro do que seria um sorriso se alguma alegria o tomasse. Só que não há alegria e o riso perpetua-se negro sob o céu pesado do olhar de outros que se perguntam e com razão: estará a ficar louco? Por mim nunca me coloquei a questão (é o olhar deles que me assusta). Nos dias a questão foi sempre outra: como sobreviver a esta dor sem pausa? Como atravessar este grito sem fim? É para ela que o riso é solução.

Jorge Roque

23 de mar de 2012

Foto do post... Vanessa Redgrave




Desalento

Tristeza destas minhas mãos
demasiado pesadas
para não abrirem feridas,
demasiado leves
para deixarem marca –

tristeza desta minha boca
que diz as mesmas
palavras que tu
– significando outras coisas –
e esta é a expressão
da mais desesperada
distância.

Antonia Pozzi
(trad. de Inês Dias)

20 de mar de 2012

Foto do post... Julie Delpy




Estou só, bem sei,
nos olhos revelo a cor da solidão.
E se alguém me perguntar por meu amor
eu digo:
fugiu.

Para onde o sol me gela
e a lua ferve,
na ilusão do eterno num dia breve.

António Branco

18 de mar de 2012

Foto do post... Carla Bruni




porque hoje a noite me parece uma invenção em aberto
sobre a cama abandono palavras

tenho o tempo nas pálpebras

assim, quando alguém me perguntar pelo sentido da insónia

eu, parada no meio do quarto,
direi que não sabia que na solidão se grita alto
para sobreviver ao medo

Maria Sousa

17 de mar de 2012

Foto do post... Andreas Heumann




Vivendo, eu não representava para mim mesmo nenhuma imagem de mim. Porque tinha, então, de me ver naquele corpo, como uma imagem necessária de mim? Imagem que estava ali, na minha frente, quase inexistente, como uma aparição. (…) E eu podia não me conhecer assim. E se por exemplo, nunca mais me visse a um espelho?

Luigi Pirandello

16 de mar de 2012

Foto do post... Cecile De France




É preciso fechar todas as portas, as gavetas, as janelas, as torneiras, desligar o fogão, acertar a dobra do lençol, prender o cabelo, tapar todas as canetas, desmarcar todos os livros, lavar as mãos, torcer o papel de todos os rebuçados. Depois, voltar a verificar tudo. Algum tempo depois deixei de dormir para o fazer. É preciso evitar atormentar, sem razão, o coração.

Margo Pinto

15 de mar de 2012

Foto do post... (desconheço)




O vento empurra-te para mim, transformado em
folhas caídas – escrita anônima do tempo.
É Outono. O pátio está já carregado de ti.
E o meu corpo recebe-te, enquanto viajo, ao som do
tango que estremece na escuridão dos teus olhos.

Luísa Ribeiro

14 de mar de 2012

Foto do post... Meryl Strepp




Uma face na escuridão

A vida ia tomando forma e cor, rompia...
Eu estava tão presa a ti, que não sabia
Onde acabava eu e começava tu.
Mas ela mesma, a vida, a borbulhar selvagem
No uivo dos animais, no viço da folhagem
- Em tudo, no teu corpo e no meu corpo nu -

Ela mesma nos separou. As cordilheiras
Afundaram no oceano. As vozes derradeiras
Dos bichos que no abismo iam todos morrer.
Enchiam-me de assombro... E conheci na treva
A maior dor. A dor da força que me leva
Para longe de ti. Meu ser pelo teu ser

Clamou... Clamou debalde. Em mim subitamente
Tudo descorou, tudo envelheceu. Ao quente
Meu coração de outrora, hoje tarde reflui
Um sangue pobre em que já não palpita nada.
Como a planta sem ar, murchei. Branca e gelada,
Não sou mais do que uma lembrança do que fui.

Embora! Testemunhei eu só, aquela
Que trouxe a vida em si mais luminosa e bela
Do que nunca a sonhaste, a glória deste amor
Terás em mim, aquela que foi tua, ora uma estranha,
A única face que te observa e te acompanha
Da funda escuridão... Cada dia maior...

Manuel Bandeira

13 de mar de 2012

Foto do post... Jane Seymour




Afundada no seu apertado vestido de noite
dorme entre cristais.
Os olhos fechados
a boca fechada
o sexo fechado.
Uma caixa de cristal
dentro de outra caixa de cristal.

Miriam Reyes

12 de mar de 2012

Foto do post... Ana Marques




Casulo

No fundo, é isso, a solidão: envolvermo-nos no casulo da nossa alma,
fazermo-nos crisálida e aguardarmos a metamorfose.
Porque ela acaba sempre por chegar.

August Strindberg

10 de mar de 2012

Foto do post... (desconheço)




Logo atrás de ti

Esta dor não passa quando adormeço
chora ao pé de mim
irremediável

alguém nos toca no ombro e
damos por nós mais sozinhos

o meu lugar na morte
é junto da janela
logo atrás de ti

Mário Rui de Oliveira

6 de mar de 2012

Foto do post... (desconheço)





Rara textura

Solidão e silêncio
permitem o encontro
que espelha,
no chão do meu rosto,
o Tempo,
o lamento das perdas,
o afago das mãos
que amarram,
presente e passado
em único cesto.

Solidão e silêncio
afligem o vento
que enreda
o vão do meu corpo.

O vento, o alento dos versos,
a alvorada das horas:
presente e futuro
em perene segundo texto.

Jairo De Britto

4 de mar de 2012

Foto do post... Audrey Hepburn





Vou colorindo meus dias e noites
sobre o avesso ou direito da tela
compondo com cinzas e cintilâncias
fazendo da vida, tão ligeira e bela,
caminho com encruzos matizados
história de afetos entrançados
mapas e diagramas de errâncias
reflexos, reflexões e ressonâncias
da alma que transita pelo cosmos
te encontrando em letras e hiâncias!...

Ana Luisa Kaminski

3 de mar de 2012

Foto do post... Claudia Cardinale




Guache

Aceno breve ao passado.
Lembranças e sonhos convergidos.
Alma tresloucada teima ainda
em emergir cor e sombreado.

Sueli Fajardo

2 de mar de 2012

Foto do post... Dita von Teese




encosto a face à parede
mais triste do quarto, fiel
guardiã do sol posto.

o coração que me deixaste
é uma casa difícil de habitar.

Renata Correia Botelho

1 de mar de 2012

Foto do post... Marilyn Monroe




Hoje
(meu desejo de Aniversário)

Hoje eu quero estar em paz...

E se eu tiver que pensar
que seja o amor
a ocupar meu pensamento
Se eu tiver que falar
que sejam palavras de amor
a descrever o meu momento...

Porque hoje
eu quero estar em paz

e se eu tiver que chorar
que seja de alegria
se eu tiver que perder
que seja o medo da vida
e se eu tiver que sentir
que seja o amor que emana de você

Sim, hoje eu quero estar em paz

quero risos de contentamento
quero beijos delicados
ao sabor do vento
quero música suave
e se uma graça me for outorgada
que seja eu, para sempre, a sua amada...

Ariadna Garibaldi